6 benefícios de coletar dados automatizados no PDV

Criado em 13 de junho 6 min(s) de leitura

Última atualização em: 2 de fevereiro de 2023, às 6:35 pm

6 benefícios de coletar dados automatizados no PDV Involves Club

Imagine o seguinte cenário: João é gerente de trade marketing. Sua equipe de campo reportou 1.500 vendas do SKU A, durante o mês de maio de 2022, no Atacado Lima. Cristina também é gerente de trade marketing, porém sua equipe reportou 1.800 vendas do mesmo SKU A, no mesmo período, no Supermercado  Alves.

Uma pergunta que poderíamos fazer é: Quem está em melhores condições?

João ou Cristina?

O exemplo é simples. Mas veja só: é natural pressupor, instintivamente, que o desempenho da equipe de Cristina está melhor (afinal, ela vende mais!). Acontece que números apresentados assim, sem referenciais claros,  são uma armadilha e geram conclusões precipitadas.

O valor do SKU é o mesmo nas duas praças? Qual sua margem de lucro? Quais foram os objetivos traçados para cada um dos SKUs nos diferentes PDVs? Esses números se mantêm todos os dias? A equipe de João está com número em crescimento? A de Cristina estagnou?

Questões assim mudam completamente a resposta para a pergunta inicial. Quem está em melhores condições? Depende. Isso porque, qualquer dado só tem utilidade efetivamente  quando vem junto de seu contexto.

A partir deles, é possível estabelecermos conclusões realmente assertivas, que ajudem na tomada de decisões inteligentes e que mudam os rumos do negócio. 

Mas, como trabalhar com números de modo eficiente? Quais os benefícios da coleta de dados automatizada no PDV? Como isso impacta no dia a dia do trade marketing?

Descubra mais!

Coletando dados com inteligência no trade marketing

Como vimos até aqui, dados precisam de contexto. Esse contexto pode ser definido por dois fatores: ambiente (dados internos e de mercado) e estratégia (objetivos e trajetória do negócio).

Com base neles, os números começam a ter referenciais mais claros para análise:

  • A taxa de reposição está abaixo da média do mercado.
  • A diminuição de vendas está associada a um fator externo.
  • A ocorrência de rupturas é menor que em outros SKUs.
  • O número de shoppers na loja foi maior que o projetado.

Num primeiro momento, temos a informação coletada. Depois, uma conexão ao mercado ou à estratégia do negócio. É dessa forma que se constroem caminhos para bons insights, os quais vão embasar decisões melhores no futuro.

Essa gestão de dados de execução do PDV potencializa a construção de conhecimento e gera ações práticas.

Se a taxa de reposição está abaixo da média do mercado, pode ser momento de fazer um benchmarking. Se o número de shoppers na loja foi maior que o projetado, pode significar que as estratégias de marketing foram eficientes.

Imagens podem nos ajudar a visualizar melhor de forma prática e acessível. Por isso, categorizamos em “ambiente” e “estratégia” o que trouxemos até agora para exemplificar melhor. Confira!

6 benefícios de coletar dados automatizados no PDV - Ambiente - Involves Club

Exemplo de situação rotineira na execução do PDV

 

6 benefícios de coletar dados automatizados no PDV - Estratégia - Involves Club

Exemplo de estratégia para solucionar os problemas de execução no PDV.

 

É a combinação entre leitura do ambiente e alinhamento com a estratégia que garante a utilidade dos dados. Na falta de alguma dessas partes, você pode acabar em dois lugares: com dados nas mãos, mas sem saber o que fazer com eles; ou vendo as coisas dando errado, mas sem saber o real porquê.

E na busca pela equação perfeita, a tecnologia é uma aliada fundamental. 

Os 6 benefícios de coletar dados automatizados no PDV

1. Mais assertividade e precisão

Ferramentas que utilizam reconhecimento por imagem, como o Involves Stage, identificam aspectos fora dos padrões e geram dados detalhados do ponto de venda. Tudo isso a partir de fotos feitas pelo celular. A inteligência artificial é capaz de enxergar com muito mais precisão que o olho humano, com baixíssimas taxas de erro.

O software fica com a parte exata do trabalho, gerando números. Enquanto isso, os gestores podem dedicar energia à parte subjetiva, estabelecendo relações entre esses dados e as estratégias desenhadas pela equipe.

2. Coleta em tempo real

Tradicionalmente, a análise de PDV era feita a olho nu. O levantamento, registrado a papel e caneta, marcava apenas o período específico daquela visita. A tomada de decisão era feita, muitas vezes, com base em dados de dias ou mesmo semanas anteriores.

Hoje, aplicativos de coleta de dados permitem que os levantamentos sejam feitos a todo momento, mantendo as informações atualizadas em tempo real.

A inteligência artificial no varejo já foi assunto por aqui antes.

3. Conexão entre a equipe de campo e o time de back office

Ao utilizar uma única plataforma de coleta e gestão de dados, equipes de campo e de back office estão conectadas. Assim, enxergam os mesmos dados simultaneamente. A informação circula rapidamente, mantendo todos conscientes da situação e acelerando o tempo de resposta

A coleta em tempo real, explicada anteriormente, torna essa conexão ainda mais fluida e funcional.

4. Ter dados acionáveis

Além da coleta, softwares de análise de PDV também são capazes de gerar insights ao cruzar diferentes dados. A inteligência artificial do Involves Stage, por exemplo, processa os dados automatizados e oferece um novo ponto de vista à gestão.

Com essas informações, é possível tomar decisões rápidas e agir assim que possível, corrigindo problemas e melhorando processos com agilidade.

5. Economia de recursos

A análise do PDV é feita com apenas uma imagem. A informação circula rapidamente do campo ao back office. Os relatórios são gerados automaticamente. Quando a tecnologia auxilia em todas as frentes, ocorrem menos erros por falha humana e retrabalhos para corrigi-los.

Investir em um aplicativo de dados automatizados é um valor que retorna rapidamente à operação. Por ser um recurso disponível 100% do tempo, inúmeros processos são facilitados e novos caminhos se abrem.

6. Aumentar a produtividade do time de trade marketing

Quando a equipe de campo precisa de apenas um celular com câmera para analisar os PDVs, o rendimento aumenta. Sobra tempo para pensar em ações de venda e conversar com promotores, por exemplo. A mesma coisa ocorre com os gestores, que recebem dados ricos e com direcionamentos, tendo mais espaço para formular estratégias e insights.

Lembra a velha máxima de que “tempo é dinheiro”? Então, essa é a grande vantagem de quem utiliza soluções de tecnologia com inteligência e organização

Coloque seu PDV em um novo patamar

A tecnologia de coleta de dados automatizada é um dos pilares da Loja Perfeita. Isso porque, aliada a outras ferramentas de gestão, ela prepara o terreno para o ponto mais importante nessa jornada: o PDV.

É na gôndola que os números e estratégias se convertem em vendas. Portanto, é fundamental que essa parte do processo esteja impecável e não coloque toda a operação em cheque.

Para elevar a execução da sua equipe de campo, convidamos Rubens Sant’Anna — referência nacional na área e professor da ESPM — para uma aula especial sobre merchandising e PDV. Acesse este link e assista o webinar completo. 

 

Assista ao webinar

Quer ter acesso a conteúdos exclusivos?

Inscreva-se para receber por e-mail e em primeira mão conteúdos sobre Trade Marketing e Varejo

Conheça o Involves Stage: a solução de trade marketing

Uma ferramenta completa para execução, gestão e inteligência da sua operação.

Saber mais

Inteligência artificial para o varejo com Involves Doors

Controle o abastecimento, minimize perdas e aumente o faturamento das suas lojas.

Agendar demo

Tudo sobre Varejo

Ver todos arrow_forward