Como criar um calendário de Trade Marketing para o seu segmento?

Criado em 23 de janeiro min(s) de leitura

Última atualização em: 24 de janeiro de 2023, às 2:29 pm

Muitos profissionais confundem o calendário de trade marketing com o calendário promocional. A verdade é que o calendário promocional complementa o plano anual de trade, funcionando como uma ferramenta de visão e controle das ações que serão realizadas durante o ano.

Para elaborar um calendário de trade marketing, é preciso primeiro entender que as ações devem ser organizadas em períodos: bimestres, trimestres, quadrimestres ou semestres. Cada empresa faz essa divisão de acordo com seus objetivos e particularidades.

Vamos entender melhor como fazer este planejamento para garantir melhores estratégias no ponto de venda? Continue a leitura para não esquecer de questões importantes e montar seu novo calendário de trade marketing com mais eficácia.

CALENDÁRIO DE TRADE MARKETING: COMO FAZER

Bem, você já sabe que a elaboração de um calendário de trade marketing está diretamente relacionada aos objetivos da organização e deve ser organizada em períodos bem estabelecidos.

Pois bem, além da divisão por períodos, o calendário deve contemplar as ações que serão realizadas em cada canal e para cada cliente da indústria. Em outras palavras, considerar os canais de vendas e suas personas é outra medida essencial para garantir o melhor desempenho de suas ações no PDV.

Clientes-chave (key accounts – KA) devem receber atenção especial no calendário de trade marketing, com as datas de suas ações e respectivos enfoques claramente indicados. Quanto às demais ações para os outros canais, elas podem estar indicadas sem tanto detalhamento, mas devem constar para que o gestor tenha visibilidade do todo.

Geralmente, os KAs exigem ações customizadas e forçam a indústria a introduzir seus lançamentos em suas lojas antes de disponibilizá-los aos médios e pequenos varejistas, que são atendidos por distribuidores e atacadistas.

Ao realizar esse planejamento, o gestor de trade marketing garante que não haverá conflitos entre os canais. Isso, é claro, se os pares comerciais respeitarem essa definição.

O calendário promocional (que, como dissemos, faz parte do plano de trade marketing) também deve contemplar características regionais. Portanto, ao planejar os próximos meses, é imprescindível considerar questões como sazonalidade e datas comemorativas. Só assim as campanhas terão relevância em nível regional.

O principal insumo que origina o calendário de trade marketing é o planejamento de lançamentos dos produtos da indústria. Para tanto, deve haver um alinhamento com o setor de marketing. Quando isso não acontece, o setor de trade poderá, na melhor das hipóteses, criar campanhas pontuais sem o devido impacto nos canais da indústria.

Ainda, é preciso levar em conta as negociações com os KAs com base em seu histórico, para prever recursos para ações não programadas, que fazem parte do dia a dia da relação indústria – varejo.

Podemos dizer, por fim, que o calendário de trade marketing é uma ferramenta que permite que os objetivos estratégicos sejam operados, garantido assim que metas traçadas sejam atingidas. Deve-se realizar o calendário logo após a definição do plano de trade marketing, que é o guia global da visão do departamento na empresa.

E você? Tem alguma dica para compartilhar sobre o planejamento de um calendário promocional para ações de trade marketing? Compartilhe suas opiniões nos comentários!

[thrive_leads id=’14759′]

Quer ter acesso a conteúdos exclusivos?

Inscreva-se para receber por e-mail e em primeira mão conteúdos sobre Trade Marketing e Varejo

Teste de Título Publicidade 1

Um parágrafo sensacional para esta propaganda linda.

Reserve já :D

Siga meu canal :D

Aqui falamos de games e bitcoins

CTA chamativo

Soluções para o Varejo

Ver todos arrow_forward